5 de nov de 2009

Eu e Minha Boca Grande

Joyce Meyer - Eu e Minha Boca Grande Como crentes, precisamos entender a alma e ser treinados para discernir as suas atividades. Como definido neste estudo, a alma consiste de mente ou intelecto, vontade e emoções.

Uma vez que a alma está cheia do "eu", ela pode e deve ser purificada e transformada em um vaso pronto para o uso do Mestre. ( 2 Tm 2.21.)

A língua expressa o que pensamos, sentimos e queremos. A mente diz o que pensamos, não necessariamente o que Deus pensa. A vontade diz o que queremos, não o que Deus quer. As emoções dizem o que sentimos, não o que Deus sente. Ao mesmo tempo em que nossa alma é purificada, também é treinada para conduzir os pensamentos, desejos e sentimentos de Deus e, assim, transformar-nos em porta-vozes do Senhor.

A Palavra de Deus ensina, em 1 Coríntios 2.16, que nos foram dados, a mente de Cristo e os pensamentos, sentimentos e propósitos do seu coração. Temos a mente de Cristo, mas a alma não crucificada os "impe¬de" de aparecer. Há uma luta contínua entre a carne e o espírito.

O corpo e a alma unidos formam o que a Bíblia se refere como "a carne". Portanto, usaremos os termos "a alma" e "a carne" alternadamente.

O homem quer pensar seus próprios pensamentos, mas Deus deseja usar a mente do homem para pensar os pensamentos dele. O homem tem seus próprios desejos, que podem ser mudados conforme os desejos de Deus, se ele se submeter ao Espírito Santo.

O homem vive grande parte de sua vida guiado por seus sentimentos, que parecem ser o inimigo número um dos crentes. Os sentimentos podem ser treinados a estar sob a liderança do Espírito, mas este é um processo que requer tempo e zelo.


Click para baixar!!